Sexta-feira, 8 de Abril de 2005

Livro de cabeceira.

A insustentavel leveza do ser - Milan Kundera.jpg


Herdei-o da biblioteca dos meus pais por volta do ano de 1998/1999 - a julgar pelo panfleto político que encontrei a servir de marcador - e depois de duas leituras atentas tornaram-se o meu romance de eleição. É um livro que não se lê no modo de leitura hiper-rápido de Marcelo Rebelo de Sousa. No entanto, é mais leve do que os desconhecedores deste autor checo (que, presentemente, vive em Paris) julgam... e não, não é intelectualóide. É um livro que decidi voltar a ler nos dois últimos dias e que descobri: arrepia-me tal e qual aquando da primeira leitura.
Estive quase, quase a ceder à tentação de partilhar as minhas passagens favoritas mas prefiro recomendar a leitura de "A insustentável leveza do ser" de Milan Kundera.

[ Este foi o meu 100º post... "O Homem Fantasma" vai a caminho dois dois meses de existência e agradece os comentários e a simpatia de todos os que o visitam. ]



escrito pelo Homem Fantasma às 15:30
link do post | comentar
|
2 comentários:
De Anónimo a 9 de Abril de 2005 às 12:43
Simultaneamente erótico, político e dramático, o livro... assim como o teu blog. Parabéns pelo 100º post. Deste lado, como tua leitora, resta-me aguardar por mais 100 nos próximos dois meses. Ursa Menor
(http://decandeiasasavessas.blogs.sapo.pt)
(mailto:ursa.menor@sapo.pt)


De Anónimo a 8 de Abril de 2005 às 21:58
Como sugestão dá uma vista nos diários de Che Guevara (não falo do livro relativo ao filme, apesar de também ser sublime) mas dos diários escritos pelo próprio durante a estadia na Bolívia, a sua última e derradeira pátria antes de morrer defendendo os oprimidos pela política USA... Se Che tivesse ignorado a sua veia revolucionária, certamente hoje estaria bem colocado num cargo de chefia ao lado do seu camarada Fidel Castro na liderança de Cuba.
Como curiosidade: Ernesto Che Guevara foi capturado vivo somente porque, tendo estado cercado, se-lhe acabaram as balas... Depois disso foi assassinado por elementos da CIA.. (elementos que mais tarde viriam a ser "misteriosamente" eliminados pelos seus camaradas...). Boas Leiturasjoao mendes
</a>
(mailto:joao_mendes@iol.pt)


Comentar post

.autor

Cláudio Alves

.pesquisar

 

.Maio 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Das últimas linhas em que...

. «Muito mais vivo que mort...

. Fé semanal - crenças de t...

. Em obras, de novo.

. «Foi por causa da Rita qu...

. Das linhas em que me coso...

. «Fraternidade.»*

. «Fantasmas, somos todos.»...

. «Combate de Gigantes.» *

. «Comemorações».

.links

.som actual

PJ Harvey
Kamikaze

.links

.subscrever feeds