Segunda-feira, 7 de Novembro de 2005

Um Presidente de Abril.

«Um homem inquieto. Tenho muita dificuldade em separar o Homem do Poeta. Ambos se interpenetram e se ajudam ou entreajudam. Ter um Presidente da República com um perfil destes, é um luxo, diferente da desesperança de outros que transformam a vida numa máquina de calcular, que subtrai em vez de somar, que divide em vez de multiplicar, em que tudo se resume à aridez de um número, de uma percentagem, de uma estatística gelada...
(...)
Nenhum presidente poderá resolver o problema económico do País. Não haja ilusões quanto a isso. Não é esta a sua função, nem a sua competência constitucional. Agora, representar a Nação, como a Bandeira, isso, sim, já lhe pertence. E quer concordemos, quer discordemos, só um a representaria na sua globalidade e profundeza cultural e histórica - Manuel Alegre. O Poeta do País de Abril!»
,
Escrito por Cristóvão de Aguiar, podem ler o texto integral aqui.


escrito pelo Homem Fantasma às 13:16
link do post
De Anónimo a 8 de Novembro de 2005 às 14:49
A aglomeração de números em agregados matemáticos, como acontece com os indicadores económicos, não parte da noção de "mau"; os indicadores existem porque é impossível fazer cálculos para cada indivíduo, e, assumindo essa impossibilidade, estima-se a população na sua globalidade. Existe uma pessoa por trás do número, sim. Mas poder-me-ias dizer onde viste cavaco dizer o contrário?Achas que pelo simples tratamento estatístico ele (ou outro que esteja exposto a esse trabalho diariamente) perdeu noção do real? penso que não... por conhecimento de causa, como deves compreender, sei que em alguns cursos de economia se tratam assuntos sociológicos e se abordam diferentes perspectivas da realidade...
Já agora... que conhecimento de causa é o teu?:-)

Quanto às presidenciais: Louça, gerónimo e Soares não entram na minha equação. Louça só quer ganhar a gerónimo, gerónimo só se candidata para defender o passado do seu partido, e soares só se candidata porque é preciso ganhar à direita...

Alegre candidata-se porque lhe agrada ser velho do restelo; ele tem prazer em lutar contra a maré; mas desta vez, a maré não é o fascismo, é o próprio partido socialista, que se recusou a apoiá-lo. Ele fala bem, escreve bem, tem bons valores,o que é essencial para um presidente da república mas, penso eu, candidata-se pela razão errada.

Cavaco é um brilhante economista. Sabe que ser presidente é diferente de ser primeiro ministro.
candidata-se pela simples razão de que sabe que irá ganhar.

O meu voto depende dos próximos desenvolvimentos. Mas, para já, inclino-me para o voto em branco. Porque não me identifico nas lutas pessoais dos candidatos;

po~rém, aviso-te já: argumentos como " Ter um Presidente da República com um perfil destes, é um luxo, diferente da desesperança de outros que transformam a vida numa máquina de calcular, que subtrai em vez de somar, que divide em vez de multiplicar, em que tudo se resume à aridez de um número, de uma percentagem, de uma estatística gelada», inclinam o meu voto para cavaco...
é que,infelizmente, não tenho ainda a maturidade suficiente para não reagir a certos estímulos com contra-reacções estúpidas :-)

Cumprimentos.

P.S.(não o partido, mas um simples post scriptum) é sempre bom ter um fórum como este; farto-me muitas vezes dos comentários estéreis que povoam os blogs. respeito a tua posição, mas não concordo. felizmente penso que ambos temos a abertura suficiente para discutir sobre o assunto. Óptimo.



ernesto
(http://cantinadolho.blogspot.com)
(mailto:psorocha@gmail.com)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


.autor

Cláudio Alves

.pesquisar

 

.Maio 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Das últimas linhas em que...

. «Muito mais vivo que mort...

. Fé semanal - crenças de t...

. Em obras, de novo.

. «Foi por causa da Rita qu...

. Das linhas em que me coso...

. «Fraternidade.»*

. «Fantasmas, somos todos.»...

. «Combate de Gigantes.» *

. «Comemorações».

.links

.links

.subscrever feeds